Avaliação do nível de reembolso do fundo de desenvolvimento distrital em Marracuene

Lanvitisiso wa xiyimo xo tlerisa xuma xo lhuvukisa xifundza tsongo xa Marracuene

Autores

  • Márcia Paulino Chirrime Universidade Eduardo Mondlane - Moçambique
  • Verônica Sibide Panda Instituto Superior de Ciências de Saúde - Moçambique
  • André Xavier Ribisse Universidade Católica de Moçambique - Moçambique

Palavras-chave:

Desenvolvimento, Fundo, Reembolso, Financiamento, Beneficiários

Resumo

O presente artigo apresenta os resultados da dissertação de mestrado em Finanças públicas,  subordinado ao tema avaliação do nível de reembolso do fundo do desenvolvimento do distrito em Marracuene (FDD), cujo objectivo é Avaliar o nível de reembolso do valor alocado aos mutuários do fundo do desenvolvimento distrital, tendo sido formulados os seguintes objectivos específicos: descrever os critérios utilizados no processo de selecção de projectos financiados; identificar os factores que influenciam o reembolso do fundo de desenvolvimento local no Distrito de Marracuene; e relatar a influência desses factores no reembolso do Fundo de Desenvolvimento do Distrito de Marracuene. A questão que orientou a pesquisa foi “até que nível o fundo de desenvolvimento do distrito tem sido reembolsado pelos mutuários?” Para dar resposta a esta pergunta optou-se pelo modelo dedutivo numa abordagem qualitativa.  Recorrendo ao paradigma interpretativo e foram selecionados dez sujeitos de pesquisa através da entrevista semi-estruturada. O estudo trouxe a seguinte conclusão o nível de reembolso do fundo de desenvolvimento no distrito de Marracuene é de 10%, considerado muito baixo, para alcance dos os objectivos associados ao projecto. Recomenda-se Auditoria pública para verificar os factores de insucesso do FDD.

***

Xiyenge lexi xi vuyisa tsovelo wa tiro wati djondzo tale henlha hi ta ukosila xuma, lani hloko mhakakulo ali lanvitisiso wa xiyimo xo tlerisa xuma xo lhuvukisa xifundza tsongo xa Marracuene, lani a mhaka nkulo ali ku xopa xopa ta malheriselonya mali leyi lombiweke yo lhuvukisa muganga wa xifundza tsongo. Mapfalo mapfuniseleko lanvitisiso lowo I ku hi xiya xiyimo xa matleriselo ya mali yo hluvukisa a muganga lowo yi tleriseliwe hi lava va lombeke? Kuva va kota ku nyikela lhamulo ka xivutiso lexi ku lavitisiwile hlayo ya lava va tlerisiki mali yo lhuvukisa muganga. Ka xihimo lexi ku lhawuliwe khume la vanu ka vona tihosi ta muganga, ta ma barro ni va lombi va xuma liya, lava va utisiweke swi vutiso ku gali swiganki. Ka ti lhamulo ta kona ku hume vonelo lerhi, dzeni ka ku tlerisa yo lhuvukisa muganga xifundza tsongo xa Marracuene hi pimo wa khume latipercenti (10%) lowo unga hansi hansi ku fikela xikongomelo nkulo. Ku nyikiwa tiro va tlora tixo ka xuma xa tiko ku lavitisisa ku vuyisa mali yi lombiweke lhuvikisa muganga swi vurimaka hi li rimi lava ndla hlampfi.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcia Paulino Chirrime, Universidade Eduardo Mondlane - Moçambique

Mestre em finanças públicas pelo Instituto Superior de Gestão e Empreendedorismo Gwaza Muthini e Licenciado em Agronegócios pela Escola Superior de Negócios e Empreendedorismo do Chibuto da Universidade Eduardo Mondlane.

Verônica Sibide Panda, Instituto Superior de Ciências de Saúde - Moçambique

Doutora em Inovação Educativa pela Universidade Católica de Moçambique, Mestre Gestion Integrado de conocimento, El Capital intellectual y Los Recursos Humanos Pela Universidade A politécnica de Madrid – Espanha, Docente no Instituto Superior de Ciências de Saúde, Instituto Superior de Gestão e Empreendedorismo Gwaza Muthini

André Xavier Ribisse, Universidade Católica de Moçambique - Moçambique

Doutor em Ciência de Educação- Inovação Educativa pela Universidade Católica de Moçambique, Mester in Economic policy management pela Universidade Eduardo Mondlane, Licenciado em Administração e Gestão de empresa pela ISPO, Docente no ISGEGM e Consultor em Politicas Econômicas.

Referências

CENTRO DE INTEGRIDADE PUBLICA. O Distrito como polo de desenvolvimento: um olhar da sociedade civil. Maputo, Agosto, 2012.

Decreto N°. 90/2009, de 15 de Dezembro de 2009

DENZIN, Norman. & LINCOLN, Yvonnas. O Planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. Porto Alegre, 2006.

FORQUILHA, Salvador Cadete & ORRE, Aslak Jangard. Uma Iniciativa condenada ao sucesso: o fundo distrital dos 7milhões e suas consequências para a governação em Moçambique, 2012.

FILHO, Sérgio Assomi. Empréstimo público e sua natureza jurídica. USP (s/d).

FREITAS, Henrique. & MOSCAROLA, Jean. Da observação à decisão: métodos de pesquisa e de análise quantitativa e qualitativa de dados. RAE - eletrônica, São Paulo, 2000.

GIL, António Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1991.

GIL, António Carlos. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6 ed. Porto Alegre: Atlas, 2006.

LAGROSSE, Dalila Chaca Ferreira. O Fundo de Investimento a Iniciativas Locais (FIIL) em Moçambique: uma estratégia de promoção do desenvolvimento local para o enfrentamento à pobreza? Dissertacao. Univerdade Catolica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre. 2012.

LUCENA, Rosivaldo de Lima. Uma análise das práticas discursivas dos sujeitos participantes do processo de concessão e uso do microcrédito produtivo orientado como suporte para ação empreemdedora de mulheres artesãs: um estudo realizado no contexto do empreender JP. Recife:2015.

MAE. Perfil do Distrito de Marracuene, Maputo, 2005.

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO FDD: elaborado pelos Ministérios das Finanças, Administração Estatal e Planificação e Desenvolvimento em 2010.

MATUSSE, Joana. Fundo distrital de desenvolvimento (FDD): funcionamento, entraves e potencialidades. Universidade Federal de São Carlos – UFSCar, campus de Araras, Brasil, 2013.

MEDEIROS, João Bosco. Redação Científica: A prática de fichamentos, resumos, resenhas. São Paulo: Atlas, 2009.

MOGOLLÓN, Ricardo e PICARPO, Fernanda. O papel do ensino superior do empreendedorismo no desenvolvimento sustentavel da sociedade. s/d

MUIAMBO, Titos Albino Muchite. Gestão de risco de créditos: caso do banco comercial e de investimentos, S.A. Maputo, 2011.

VALA, Salim Criptom. A riqueza está no campo: Economia rural, financiamento aos empreendedores, fortalecomento institucional em Moçambique. Coferencia inaugural do IESE. Maputo, 2007.

Downloads

Publicado

21-05-2024

Como Citar

Chirrime, M. P., Panda, V. S. ., & Ribisse, A. X. (2024). Avaliação do nível de reembolso do fundo de desenvolvimento distrital em Marracuene: Lanvitisiso wa xiyimo xo tlerisa xuma xo lhuvukisa xifundza tsongo xa Marracuene. JINGA SEPÉ: evista nternacional e ulturas, Línguas fricanas rasileiras, 4(1), 468–487. ecuperado de https://revistas.unilab.edu.br/index.php/njingaesape/article/view/1454