Resenha do livro A gente já nasceu quilombola e não sabia: Histórias do Monte Recôncavo

Autores

  • Lucas Augusto Cabi Universidade de Integracao Internacional da Lusofonia AfroBrasileira - Brasil
  • Alexandre António Timbane Universidade de Integracao Internacional da Lusofonia AfroBrasileira - Brasil

Palavras-chave:

Histórias, Poesias, Tradições, Culturas, Ntumbuluku, Matimu, Xiphatu, Mikhuva

Resumo

O livro em resenha é uma coletânea de narrações orais de anciões e anciãs da comunidade Quilombola Monte Recôncavo, da cidade de São Francisco do Conde, na Bahia. Esses informantes compartilharam suas histórias, causos, vivências e culturas aprendidas dos seus antepassados. O livro mantém uma transcrição original que revela a singularidade e a beleza da cultura oral. A escrita dos textos se baseiou em dois gêneros: narrativas e poesias. Por ser relatos verdadeiros esta obra se torna uma referência nos estudos sobre a cultura e variedade de língua da comunidade. A autora Maricélia Conceição dos Santos é uma mulher negra quilombola, professora, candomblecista, bacharel em Pedagogia, estudante da UNILAB, mãe de Mauro e Maria. O autor Carlos Maroto Guerola é poeta, linguista, professor e pesquisador universitário, autor de diversos trabalhos acadêmicos e compositor musical.

***

Buku leli rikomisiweke ka ntirho lowu i xihlengeletamatsalwa xa mitshandzu ya le minon’wini ya masungukati ni madoda ya muganga wa Kilombola wa ntshava ya Recôncavo la doropa la São Francisco do Conde, xifundzankulu xa Bahia. Vaviki lava vayihlawutelile matimu, makawuzu, mahanyela ni mtubuluku wa vona, lesvi vasvijondzisiweke hi vakokwana va vona. Buku livekisa nyondzoma  ya lesvi svihlawuteliweke, lesvi svikombisaka nthandheko ni kusaseka ka ntumbuluku w ale no’wini. Kutsala ka buku leli kulandze mixaka yimbirhi ya matsalela, anga lawa: kurungula ni wuphatu. Hikuva ali mitshandzu ya lesvi svuhumeleleke hakune, buku leli i xikombiso xikulu, ndzeni ka tijondzo ta ntumbuluku ni kucinca ka lirimi migangeni. Wun’we ka vayendli va buku, Maricélia Conceição dos Santos i wansati wa nhloge ya ntima, lweyi ahumaka quilombo, i mujondzi, i mukandoble, i baxareli hi tijondzo ta Pedagoxjiya, i mujondzi wa UNILAB, na kona i mamani wa Mauro e Maria. Muyendli lweyi mun’wani, Carlos Maroto Guerola i muphati, i mutivatindzimi, i mujondzisi ni muxopaxopi w ale universidade, ani mintirho ni matsalwa manyingi ka xiyenge xa ta svikolwe lesvi kule, nakona i muqambhi kumbe mutsali wa tinsimu.

Biografia do Autor

Lucas Augusto Cabi, Universidade de Integracao Internacional da Lusofonia AfroBrasileira - Brasil

Estudante do Curso de Letras-Língua Portuguesa da Universidade de Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, Campus dos Malês- Bahia, Brasil.

Alexandre António Timbane, Universidade de Integracao Internacional da Lusofonia AfroBrasileira - Brasil

Pós-Doutor em Estudos Ortográficos,  Pós-Doutor em Linguística Forense, Doutor em Linguística e Língua Portuguesa, Pesquisador em Estudos do Léxico,  Sociolinguística e Dialectologia, Linguística Forense e Ensino das Línguas portuguesa e Francesa. Professor de Introdução à linguistica africana em especial as Línguas bantu, Docente da Universidade de Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), Campus dos Malês, Bahia, Brasil

Referências

SANTOS, Maricélia conceição dos; GUEROLA, Carlos Maroto. A gente já nasceu quilombola e não sabia: Histórias do Monte Recôncavo. Salvador, BA: Ed. dos autores, 2021. 178p. ISBN: 978-65-00-19769-3

Downloads

Publicado

01-10-2021

Como Citar

Augusto Cabi, L., & Timbane, A. A. (2021). Resenha do livro A gente já nasceu quilombola e não sabia: Histórias do Monte Recôncavo. NJINGA E SEPÉ: Revista Internacional De Culturas, Línguas Africanas E Brasileiras, 1(2), 404–409. Recuperado de https://revistas.unilab.edu.br/index.php/njingaesape/article/view/724

Edição

Seção

Seção II - Entrevistas, resenhas de livros