Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  • URLs para as referências foram informadas quando possível.
  • O texto está em espaço simples; usa uma fonte de 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.

Diretrizes para Autores

Diretrizes para autores e autoras

A Ayé - Revista de Antropologia somente aceita trabalhos de autores com titulação mínima de mestrando (a).

No momento, os textos para submissão deverão ser enviados para o e-mail da Ayé: Revista de Antropologia.  E-mail: ayerevistadeantropologia@gmail.com

1. As contribuições em formato de artigo poderão ser apresentadas para o Dossiê Temático ou como Artigos Livres. Em ambos os casos, as contribuições deverão observar as seguintes orientações:

1.1. Ser inédito e não estar submetido a outro periódico.

1.2. Além do título no idioma do texto (português ou espanhol), o artigo deve ter um segundo título em inglês, francês ou espanhol. Os artigos deverão conter um resumo em português ou espanhol e outro em inglês, francês ou espanhol, contendo no máximo 1.000 caracteres com espaço.Também deverão contar com uma lista de três palavras-chave, em português ou espanhol e outra em inglês, francês ou espanhol, separadas por ponto.

1.3. O texto deverá ter a extensão mínima de 10 e máxima de 25 páginas, incluindo as referências bibliográficas e notas. A página deverá ser em formato A4 com margem superior de 2,5 cm, inferior de 2,5 cm, esquerda 2,5 cm e direita 2,5 cm. O texto completo do artigo, sem indicação de autoria, deverá ser escrito em Times New Roman 12 pt e com espaçamento 1,5, podendo ser escrito em português ou espanhol, em formato de arquivo .doc ou .docx.

2. As regras de grafia deverão obedecer às seguintes normas:

2.1  As citações de até três linhas devem constar entre aspas, no corpo do texto, com o mesmo tipo e tamanho de fonte do texto normal. As referências devem ser indicadas entre parênteses: sobrenome do autor com letras maiúsculas, ano de publicação e páginas (LOPES, 2019, p. 11-14).

2.2 As citações a partir de quatro linhas devem ser em tamanho 10 pt, espaço simples, com recuo à direito de 4 cm. As referências devem constar no corpo do texto, entre parênteses, como no exemplo acima.

2.3 Um autor (MENDONÇA, 2015); dois autores (SILVA; SUBUHANA, 2017); três ou mais autores (HOLANDA et al. 2009). Trabalhos com mesmo(s) autor(es) e mesma data devem ser distinguidos por letras minúsculas logo após a data. Não utilizar op. cit. e evitar o uso de apud, preferindo in;

2.4  As notas deverão estar no corpo do texto e deverão ser apenas explicativas;

2.5 Gráficos, quadros e mapas devem ser encaminhados no interior do texto, numerados e titulados corretamente, com a devida referência (se reproduzidos de outra fonte). 

3. As referências bibliográficas deverão ser listadas ao final do texto, em ordem alfabética, em 12 pt como no modelo:

-  Artigos periódicos: 

RODRIGUES, Vera. E Agora Falamos Nós: Mulheres Beneficiárias do Bolsa Família em Redenção-CE. Revista Tomo, v. 01, p. 73-84, 2016.

- Artigos de publicações referentes a eventos: 

LEWANDOWSKI, Andressa. Entre afetos e desejos: notas acerca da normatização da união entre casais de mesmo sexo. Reunião Brasileira de Antropologia, 2012, São Paulo. Anais - Desafios Antropológicos Contemporâneos. São Paulo, 2012.

- Livros: 

ARAÚJO, Patrício Carneiro. Entre ataques e atabaques: intolerância religiosa e racismo nas escolas. Itanhaém: Arché Editora, 2017.

- Livros organizados: 

PÓLVORA, Jacqueline Britto; ANJOS, José Carlos Gomes (Org.). Dinâmicas identitárias, culturais e de gênero em Cabo Verde. Porto Alegre; Praia: Editora da UFRGS; Editora da UNICV, 2016.

- Livros em coautoria: 

NUNES, Georgina Helena Lima; GOMES, Arilson dos Santos; BAPTISTA, Jean Tiago. I COPENE SUL: Congresso Regional de Pesquisadores Negros da Região Sul. Pelotas: Editora UFPEL, 2015.

- Capítulos de livro: 

SILVA, Bruno Goulart. A Irmande de Jardim do Seridó e os Folcloristas: pensando a visibilidade e a representação dos negros do Rosário. In: Julie Cavignac; Muirakytan K. de. Macêdo (Org.). Tronco, Ramos e Raízes!: história e patrimônio cultural do Seridó Negro.Natal/ Brasília: Flor do Sal; EDUFRN; ABA, 2014, p. 359-379.

- Capítulo de livro em coautoria: 

ABRANTES, Carla; BARROSO, Maria. Colonialismo, desenvolvimento e formação de comunidades políticas. In: Maria Macedo Barroso, Carla Susana Alem Abrantes. (Org.). Antropologia, Cooperação Internacional e processos de formação de estado: entre práticas de governo e práticas de política. 1ed.Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Antropologia, 2020, p. 9-20.

- Teses: 

ALMEIDA, Rafael Antunes. Objetos intangíveis: ufologia, ciência e segredo. Tese (Doutorado), Universidade de Brasília - UNB, Brasília, DF, 2015.

- Dissertações: 

CIRNE, Michelle. ”Não é uma tonalidade de pele, é uma posição política”: a formação da identidade negra através do Projeto Universidade Livre. Dissertação (Mestrado), Universidade Federal da Bahia - UFBA, Salvador, BA, 2007.

- Citações de sites: 

Disponível em: http:// ......, acesso em 12 Jun.2018.

- Vídeo

Pró-Reitoria de Extensão, Arte e Cultura - PROEX. III Semana Acadêmica de Antropologia: Abertura Institucional. PROEX UNILAB, 2021. 1 Vídeo (29.42 min). Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=tRyj1DeA9iQ. Acesso em 28 set 2021. 

3) Todas as propostas serão submetidas à análise da Comissão Editorial, para a verificação de aspectos ligados ao conteúdo, à escrita (ortografia e gramática) e pertinência dos temas, antes de serem encaminhadas aos pareceristas membros do Conselho Editorial ou ad hoc. As propostas que não contemplarem as normas editoriais não serão encaminhadas para publicação. A Ayé: Revista de Antropologia informa que não se responsabiliza pelas opiniões emitidas pelos autores em artigos, traduções, entrevistas ou resenhas. 

4) Declaração de Direito Autoral

A revista se reserva os direitos autorais sobre as contribuições publicadas, sem retribuição material para o autor, podendo disponibilizá-las on-line no modo Open Access, mediante sistema próprio ou de outros bancos de dados; também poderá efetuar, nas contribuições enviadas, alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com o intuito de manter o padrão culto da língua, contando com a anuência final dos colaboradores. As opiniões emitidas pelos autores e autoras são de suas exclusivas responsabilidades.

Nota: A Ayé: Revista de Antropologia não cobra nenhuma taxa para submissão, processamento e publicação de manuscritos.






Artigos

Política padrão de seção

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.