Diálogos Necessários: Pensamento Lésbico Contemporâneo

Autores

  • Fernanda Marcela Torrentes Gomes Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Palavras-chave:

pensamento lésbico;, heteronormatividade, mulheres, feminismos

Resumo

Este trabalho tem como objetivo explicitar a importância dos debates realizados pelas autoras estudadas durante a segunda edição do curso Pensamento Lésbico Contemporâneo, promovido pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Neste sentido, analisa-se como as discussões sobre o pensamento lesbiano encontram-se interligadas as questões relacionadas a raça, colonização, saúde mental, entre outras, e colaboram para um processo de consciência da lesbianidade não como um “estilo alternativo” de vida e sim, como um elemento constitutivo e constituinte da vida das mulheres.

Biografia do Autor

Fernanda Marcela Torrentes Gomes, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Doutoranda e Mestre em Serviço Social pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, assistente social da prefeitura municipal de São José/SC. 

Referências

ANZALDÚA, Glória. La conciencia de la mestiza / Rumo a uma nova consciência. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 13, n. 3, p.704-719, set. 2005.

CLARKE, Cheryl. El lesbianismo: Um acto de resistência. In: MORAGA, Cherríe; CASTILLO, Ana (eds.). Esta puente, mi espalda. San Francisco: Ism Press, Inc., 1988, 99-107

FALQUET, Jules. Romper o tabu da heterossexualidade: contribuições da lesbianidade como movimento social e teoria política. Cadernos de Crítica Feminista, ano VI, N. 5 – dezembro, 2012. Disponível em: . Acesso em 19 de Dez. de 2017.

GELEDES. Violência e invisibilidade marcam realidade de lésbicas no Brasil. 2017. Disponível em: <https://www.geledes.org.br/violencia-e-invisibilidade-marcam-realidade-de-lesbicas-no-brasil/>. Acesso em: 23 jan. 2019.

GROSSI, Miriam Pillar. Identidade de Gênero e Sexualidade. Antropologia em Primeira Mão, Florianópolis, p.1-14, 1998.

LIMA, Fatima. Raça, Interseccionalidade e Violência. Cadernos de Gênero e Diversidade, Rio de Janeiro, v. 2, n. 4, p.66-82, jun. 2018.

LUGONES, MARIA. Rumo a um feminismo descolonial. Revista de Estudos Feministas, Florianópolis, v. 22, n. 3, p. 935-952, jan. 2014.

RICH, Adrienne. “Heterossexualidade compulsória e existência lésbica”. Bagoas: estudos gays, gêneros e sexualidades. Natal: v. 4, n. 5, jan./jun. 2010, p. 17-44.

RUBIN, Gayle. Pensando Sexo: Notas para uma teoria radical da política da sexualidade. Tradução de Felipe Bruno Martins Fernandes Revisão de Miriam Pillar Grossi. 1994.

SANTANNA, Denise Bernuzzi de. Corpos de passagem: ensaios sobre a subjetividade contemporânea.. São Paulo: Estação Liberdade, 2001. 127 p.

WITTIG, Monique. Ninguém nasce mulher. Trad. Hurrah, um grupelho eco-anarquista e Coletivo Bonnot, Departamento de Terrorismo Performático de Gênero, 2012, p.1-20.

Downloads

Publicado

0604-2020

Edição

Seção

Dossiês Temáticos