A cidadania LGBT nas candidaturas à Presidência da República do Brasil em 2018

  • Cleyton Feitosa Pereira Universidade de Brasília (UnB)

Resumo

Como se posicionaram os candidatos à Presidência da República do Brasil em relação à temática da diversidade sexual e de gênero nas eleições de 2018? O presente trabalho visa apresentar os resultados de uma pesquisa documental realizada sobre os Planos de Governo das 13 candidaturas presidenciais registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Verifiquei que 69,2% das candidaturas abordaram a temática LGBT nos seus programas partidários e que, desse montante, 77,7% o fizeram de maneira positiva, apresentando propostas para a superação dos desafios ao exercício da cidadania. O trabalho ainda analisa as políticas públicas LGBT indicadas nos Planos de Governo de cada presidenciável que apresentou propostas para o segmento.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##
Doutorando em Ciência Política pela Universidade de Brasília - UnB (2017-Atual). Mestre em Direitos Humanos pela Universidade Federal de Pernambuco - PPGDH/UFPE (2016). Licenciado em Pedagogia pela Universidade Federal de Pernambuco/Centro Acadêmico do Agreste - UFPE/CAA (2013). É autor do livro Políticas Públicas LGBT e Construção Democrática no Brasil (Editora Appris, 2017). Foi consultor da Unesco atuando na organização da 3ª Conferência Nacional LGBT (2016); Membro do Conselho Nacional LGBT - CNCD/LGBT (2015); Tutor no curso de Especialização em Educação em Direitos Humanos da UFPE - EEDH/UFPE (2014-2015) e Assessor de Políticas LGBT na Prefeitura Municipal de Caruaru (2013-2014). É membro dos grupos de pesquisa (CNPq) RESOCIE - Repensando as Relações entre Sociedade e Estado (Doutorado), DIVERSIONES - Direitos Humanos, Poder e Cultura em Gênero e Sexualidade (Mestrado) e Movimentos Sociais, Educação e Diversidade na América Latina (Graduação). Tem interesse nas temáticas: Democracia, Direitos Humanos, Educação, Movimento LGBT, Políticas Públicas LGBT, Cidadania, Participação Social, Partidos Políticos e diferentes interações entre Estado e Sociedade Civil. Endereço eletrônico: cleyton_feitosa@hotmail.com.

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Lisboa: Relógio D’água Editores, 2001.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6 ed. São Paulo: Atlas, 2008.

MIGUEL, Luis Felipe. Autonomia, paternalismo e dominação na formação das preferências. Opinião Pública, v. 21, n. 3, 2015.

MISKOLCI, Richard; CAMPANA, Maximiliano. “Ideologia de gênero”: notas para a genealogia de um pânico moral contemporâneo. Revista Sociedade e Estado, v. 32, n. 3, 2017.

SANTOS, Gustavo Gomes da Costa. Diversidade sexual, partidos políticos e eleições no Brasil contemporâneo. Revista Brasileira de Ciência Política, n. 21, 2016b.

______. Movimento LGBT e partidos políticos no Brasil. Contemporânea - Revista de Sociologia da UFSCar, v. 6, n. 1, 2016a.
Publicado
2019-02-11
Como Citar
PEREIRA, Cleyton Feitosa. A cidadania LGBT nas candidaturas à Presidência da República do Brasil em 2018. Rebeh - Revista Brasileira de Estudos da Homocultura, [S.l.], v. 1, n. 04, p. 231-241, feb. 2019. ISSN 2595-3206. Disponível em: <http://revistas.unilab.edu.br/index.php/rebeh/article/view/194>. Acesso em: 18 oct. 2019.
Seção
Ensaios