Infância furtada e violência sexual na Guiné-Bissau: pérola roubada

  • Ineildes Calheiro Universidade Federal da Bahia /UFBA
  • Eduardo David Oliveira Universidade Federal da Bahia /UFBA

Resumo

Né Vaz – Vanessa Margarida Buté Vaz, mulher negra, jovem estudante da Universidade Lusófona da Guiné-Bissau/África. É a autora da Obra “Pérola Roubada”, publicada em 2018, pela Chiado Editora Brasil. Pérola Roubada é o título do livro, Romance de 283 páginas e 49 curtos capítulos, que se passa em Lisboa/Portugal, escrito em forma de diário, em que a personagem Natasha documentou a sua vida. O romance trata de denúncia de violência sexual na família, com a trágica pedofilia, o que não acontece exclusivamente em classe menos favorecida e sem esclarecimentos, acontece em todos os níveis de classe. As consequências atingem de todas as formas: psicologicamente, afetivamente, socialmente, e ela mergulha na desesperança, na prostituição, bebidas e drogas. A vítima, narradora e personagem protagonista do romance torna-se prostituta, adere a bebidas e drogas, chegando ao tráfico. Soluções possíveis, como trata o texto, é discutir sobre o assunto em diversas instituições, como a escola, dar ferramentas para pessoas em situação de violência sexual ou correndo riscos, bem como alerta aos pais, em como notar situações de abuso aos filhos.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##
Bolsista CAPS, Mestra em Crítica cultural, Licenciada em Educação Física, doutoranda em Difusão do Conhecimento - DMMDC/UFA, doutorado multi-disciplinar. Feminista, pesquisadora em relaçoes raciais e de gênero no esporte.
##submission.authorWithAffiliation##
Dr. Filósofo e antropólogo, prof. da universidade Federal da Bahia / FACED.

Referências

VAZ, Né. Pérola Roubada: Chiado Editora, Brasil, 2018.
Publicado
2018-06-28
Como Citar
CALHEIRO, Ineildes; OLIVEIRA, Eduardo David. Infância furtada e violência sexual na Guiné-Bissau: pérola roubada. Rebeh - Revista Brasileira de Estudos da Homocultura, [S.l.], v. 1, n. 02, p. 123-129, june 2018. ISSN 2595-3206. Disponível em: <http://revistas.unilab.edu.br/index.php/rebeh/article/view/110>. Acesso em: 11 dec. 2018.
Seção
Resenhas