Responsabilidade enunciativa e mediatividade em narrativa de depoimento de testemunha

  • Karla Stéphany de Brito Silva UFRN
  • Maria das Graças Soares Rodrigues UFRN

Resumo

A responsabilidade enunciativa é um tema que permeia a linguagem humana. Interessa-nos saber se o locutor enunciador assume a responsabilidade enunciativa pelo conteúdo proposicional do seu dizer ou não. Quando o locutor enunciador não assume a responsabilidade enunciativa, estamos diante de um quadro mediativo. Essa escolha do locutor enunciador é marcada na língua, conforme Guentchéva (2011).  Seguindo essa linha, este artigo apresenta como objetivos: identificar, descrever, analisar e interpretar narrativas de depoimentos de testemunhas no que concerne à assunção da responsabilidade enunciativa e à mediatividade. A respeito da metodologia, é do tipo qualitativa de natureza interpretativista. O corpus analisado é constituído por dois depoimentos de testemunhas do crime de estupro de vulnerável e atentado violento ao pudor, considerados crimes hediondos segundo a lei federal n° 8.0702/90, inciso VI do artigo 1°. Esses depoimentos estavam dispostos em uma Guia de Execução Criminal. Teoricamente, o estudo fundamenta-se nos postulados da Análise textual dos discursos (ATD), em diálogo com teorias linguísticas enunciativas, com Rabatel (2016), Adam (2011) e Guentchéva (2011) e Rodrigues (2016, 2017). A análise dos dados aponta que em ambos os depoimentos das testemunhas, o locutor enunciador primeiro (L1/E1), o locutor testemunha (L-T) e os enunciadores segundos (e2) ora assume a responsabilidade enunciativa, ora apresenta um quadro de mediatividade.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##
Professora Associada III do Departamento de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Pós-doutora em Linguística pela Université de Lausanne, Suíça.  (UNIL). Natal, Brasil, e-mail: grcasrodrigues@gmail.com    

Referências

ADAM, Jean-Michel. A Linguística textual: introdução à análise textual dos discursos. Tradução: Maria das Graças Soares Rodrigues, João Gomes da Silva Neto, Luis Passeggi e Eulália Vera Lúcia Fraga Leurquin. 2. ed. rev. e aum. São Paulo: Cortez, 2011.
BOGDAN, Robert; BIKLEN, Sari. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Tradução: Maria João Alvarez, Sara Bahia dos Santos e Telmo Mourinho Baptista. Porto: Porto Editora, 1994. (Coleção Ciências da Educação).
BRASIL. Código de processo penal. Lei 3.689/1941. Disponível em . Acesso em 28 jan. 2016.
CRESWELL, John W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. Tradução Magda Lopes. 3ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.
RABATEL, Alain. Homo Narrans: por uma abordagem enunciativa e interacionista da narrativa – pontos de vista e lógica da narração- teoria e análise. Tradução Maria das Graças Soares Rodrigues, Luis Passeggi, João Gomes da Silva Neto. São Paulo: Cortez, 2016. v.1.
RABATEL, Alain. Pour une lecture linguistique et critique des médias: empathie, éthique, point(s) de vue. Limoges: Lambert-Lucas, 2017.
GUENTCHÉVA, Zlatka. L’ opération de prise em charge et la notion de médiativité. In: DENDALE, Patrick; COLTIER, Danielle. La prise en charge énonciative: éthudes théoriques e empiriques. Bruxelles: De Boeck/ Duculot, 2011, p. 117-142.
MARCUSCHI, Luiz Antônio. Gêneros textuais: definição e funcionalidade. In: DIONÍSIO, Ângela Paiva; MACHADO, Anna Rachel; BEZERRA, Maria Auxiliadora (Orgs.). Gêneros textuais e ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002, p. 19-36.
RODRIGUES, Maria das Graças Soares. Linguística textual e responsabilidade enunciativa. In: Rivaldo Capistrano Júnior; Maria da Penha Pereira Lins; Vanda Maria Elias. (Orgs.). Linguística textual: diálogos interdisciplinares. 1ª ed. São Paulo: Labrador, 2017, p. 299-316.
RODRIGUES, Maria das Graças Soares; PASSEGGI, Luis; NETO, João Gomes da Silva. “Saio da vida para entrar na história”- pontos de vista, responsabilidade enunciativa coletiva e polêmica pública na carta-testamento de Getúlio Vargas. 2016.
Publicado
2018-04-07
Como Citar
DE BRITO SILVA, Karla Stéphany; SOARES RODRIGUES, Maria das Graças. Responsabilidade enunciativa e mediatividade em narrativa de depoimento de testemunha. Mandinga - Revista de Estudos Linguísticos, [S.l.], v. 2, n. 1, p. 38-54, apr. 2018. ISSN 2526-3455. Disponível em: <http://revistas.unilab.edu.br/index.php/mandinga/article/view/99>. Acesso em: 21 aug. 2018.
Seção
Artigo experimental (acadêmico)