A construção resultativa e as circunstâncias de modo da LSF: compatibilidade teórica?

  • Wellington Vieira Mendes Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Resumo

Este trabalho objetiva identificar possíveis aproximações compartilhadas entre os estudiosos do funcionalismo sistêmico e da Gramática de Construção (GC), a partir das relações de significado em português brasileiro que comportem a ideia de que “X faz Y tornar-se Z”, denominada Construção Resultativa (CR). Para tanto, utiliza o pacote computacional WordSmith Tools e, de modo mais específico a aplicação Concord, de modo a localizar nos corpora D&G as ocorrências buscadas a partir do parâmetro (em + nome), responsável pela codificação da CR com esquema próprio das Circunstâncias de Modo do Sistema de Transitividade da Linguística Sistêmico-Funcional (LSF). À guisa de resultados, foi possível observar o emprego das Circunstâncias de Modo do Sistema de Transitividade realizando o objeto-mudado, ainda que na, na perspectiva da LSF, possa-se indicar o modo como o processo foi configurado, ainda que a referência efeito de “tornar-se” no participante-meta não esteja explícita na teoria hallidayana. Por isso, a análise empreendida nas amostras de língua em uso permite concluir que a realização sintático-semântica das resultativas é possível em português pelas Circunstâncias de Modo, o que demonstra as aproximações teórico-metodológicas compartilhadas na perspectiva da CG e da LSF.

Referências

BUTT, D. et. al. Using functional grammar: an explore’s guide. Sydney: Macquarie
BYBEE, J. Língua, uso e cognição. Trad. Maria Angélica Furtado da Cunha. São Paulo: Cortez, 2016.
CAPRA; F.; LUISI, P. L. A visão sistêmica da vida: uma concepção unificada e suas implicações filosóficas, políticas, sociais e econômicas. São Paulo: Cultrix, 2014.
EGGINS, S. An Introduction to Systemic Functional Linguistics. 2 ed. London: Continuum, 2004.
FILLMORE, C. J. Frames and the semantics of understanding. Quaderni di Semantica, v. 6, n. 2, p. 222-255, 1985.
FURTADO DA CUNHA, M. A. Corpus Discurso & Gramática: a língua falada e escrita na cidade do Natal. Natal/RN: 1996. Disponível em: http://www.discurso egramatica.letras.ufrj.br/ Acesso em mar. 2012.
FURTADO DA CUNHA, M. A.; BISPO, E. B. Relações sintático-semânticas da oração. In: PALOMANES, R.; BRAVIN, A. M. Práticas de ensino de português. São Paulo: Contexto, 2012, p. 143-164.
FURTADO DA CUNHA, M. A.; SOUZA, M. M. Transitividade e seus contextos de uso. Rio de Janeiro: Lucerna, 2007.
GIVÓN, T. A compreensão da gramática. São Paulo: Cortez; Natal: EDUFRN, 2012.
GOLDBERG, A. Constructions. A construction grammar approach to argument structure. Chicago: University of Chicago, 1995.
GOLDBERG, A. Patterns of experience in patterns of language. In: TOMASELLO, M. (Ed.). The new psychology of language. New Jersey: Lawrence Erlbaum, 1998. p. 203-217.
GOLDBERG, A.; JACKENDOFF, R. The English resultative as a family of constructions. Language: Journal of the Linguistic Society of America, Washington D.C, USA, v. 80, n.3. p. 532-568, set. 2004.
HALLIDAY, M. A. K. An Introduction to Functional Grammar. London: Edward Arnold, 1985.
HALLIDAY, M. A. K.; MARTIN, J. R. Writing science: literacy and discursive power. London Falmer, 1993.
HALLIDAY, M. A. K.; MATTHIESSEN, C. M. I. M., Introduction to functional grammar. London: Arnold, third edition, 2004.
KAY, P.; FILLMORE, C. J. Grammatical constructions and linguistic generalizations: The What’s X Doing Y? Construction. Language, 75, p. 1-33, 1999.
LAKOFF, G. Women, fire and dangerous things: what categories reveal about the mind. Chicago: UCP, 1987.
MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 6 ed. São Paulo: Atlas, 2007.
MENDES, W. V. As circunstâncias e a construção de sentido no blog. Departamento de Letras, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Pau dos Ferros/RN, 2010. (Dissertação de Mestrado).
MENDES, W. V. Corpus da pesquisa os processos do dizer na produção científica dos graduandos em letras do CAMEAM. Pau dos Ferros: UERN, 2011. Documento eletrônico em formato *.txt. 2,21 MB. Bloco de notas. Microsoft Corporation.
MENDES, W. V. Mecanismos de junção em textos acadêmicos: uma abordagem sistêmico-funcional. Natal: PPGEL/CCHLA/UFRN, 2016. (Tese de doutorado).
MENDES, W. V.; PEREIRA DE PAULA, J. Mecanismos de sequenciamento e explicação em textos acadêmicos de graduandos em Letras. Pau dos Ferros: UERN, 2013. Documento eletrônico em formato *.txt. 2,25 MB. Bloco de notas. Microsoft Corporation.
MENDES, W. V.; PEREIRA, J. A. S. Os processos verbais em trabalhos de conclusão do Curso de Letras/UERN. Pau dos Ferros: UERN, 2012. Documento eletrônico em formato *.txt. 2,25 MB. Bloco de notas. Microsoft Corporation.
POPPER, K. R. A lógica da pesquisa científica. 12 ed. São Paulo: Cultrix, 2006.
SALOMÃO, M. M. M. Gramática das construções: a questão da integração entre sintaxe e léxico. In: Veredas – revista de estudos linguísticos. v. 6. n. 1, p. 63-74. Juiz de Fora, MG: UFJF, jan/jul 2002. Disponível em: http://www.ufjf.br/revistaveredas/files/2009/12/ cap042.pdf)-. Acesso em fev. 2012.
SCOTT, M. Word Smith Tools. Oxford: Oxford University Press, 2012.
SILVA, F. C. Práticas pedagógicas cotidianas na EJA: memórias, sentidos e traduções formativas. Rio de Janeiro/RJ: Universidade do Estado do Rio de Janeiro/Faculdade de Educação, 2016. (Tese de doutorado).
TOMASELLO, M. (Ed.). The new psychology of language. New Jersey: Lawrence Erlbaum, 1998. p. 203-217.
University, 2001.
VIAN JUNIOR, O.; MENDES, W. V. O sistema de conjunção em textos acadêmicos: os mecanismos de sequenciamento e de explicação. Revista do Programa de Pós-graduação em Letras, Santa Maria, v. 25, n. 50, p. 163-186, jan./jun. 2015
VOTRE, S.; OLIVEIRA, M. R. Corpus Discurso & Gramática: a língua falada e escrita na cidade do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: 1996. Disponível em: http://www.discurso egramatica.letras.ufrj.br/ Acesso em mar. 2012.
VOTRE, S.; OLIVEIRA, M. R. Corpus Discurso & Gramática: a língua falada e escrita na cidade do Rio Grande. Rio de Janeiro: 1996. Disponível em: http://www.discurso egramatica.letras.ufrj.br/ Acesso em mar. 2012.
VOTRE, S.; OLIVEIRA, M. R. Corpus Discurso & Gramática: a língua falada e escrita na cidade de Niterói. Rio de Janeiro: 1996. Disponível em: http://www.discurso egramatica.letras.ufrj.br/ Acesso em mar. 2012.
VOTRE, S.; OLIVEIRA, M. R. Corpus Discurso & Gramática: a língua falada e escrita na cidade de Juiz de Fora. Rio de Janeiro: 1996. Disponível em: http://www.discurso egramatica.letras.ufrj.br/ Acesso em mar. 2012.
Publicado
2018-04-07
Como Citar
MENDES, Wellington Vieira. A construção resultativa e as circunstâncias de modo da LSF: compatibilidade teórica?. Mandinga - Revista de Estudos Linguísticos, [S.l.], v. 2, n. 1, p. 24-37, apr. 2018. ISSN 2526-3455. Disponível em: <http://revistas.unilab.edu.br/index.php/mandinga/article/view/103>. Acesso em: 18 oct. 2018.
Seção
Artigo experimental (acadêmico)